FANDOM


Vito Scaletta
[[

Vito Scaletta (Mafia III)

Vito Scaletta (Mafia II)

Vito Scaletta (Mafia)

|250px]]
Informações
Nome completo Vittorio Antonio Scaletta
Também conhecido como Vito
Sexo Masculino
Nascimento Maio de 1925
Facções anteriores Exército dos EUA
Clemente
Gangue de Prisão do Leo
Falcone
Marcano
Facção atual Gangue Italiana
Ocupação Empresário
Cargo Chefe (Gangue Italiana)
Subchefe (Sindicato Clay)
Tenente (Família Marcano, antigamente)
Soldato(Família Falcone, antigamente)
Aparições Mafia
Mafia II
Mafia III
Ator/Dublador Bill Buell (Mafia)
Rick Pasqualone (Mafia II e III)
"O Senhor Salieri manda lembranças."
— Vito Scaletta, Mafia
"Sabe de uma coisa? Quando nós começamos, eu achava que eu ia ser o mafioso mais fodão do mundo."
— Vito Scaletta, Mafia II
"Tudo que nós falamos é sobre fazer dinheiro, mas o que é importa é respeito."
— Vito Scaletta, Mafia III

Vittorio Antonio "Vito" Scaletta é o Protagonista de Mafia II e um personagem em Mafia e Mafia III. Um gangster novo no submundo do crime de Empire Bay, Vito acaba se envolvendo com a máfia italiana e se tornando um "homem feito" na Família Falcone durante os eventos de Mafia II. Entretanto, após confusões e guerras de gangue em Empire Bay, Vito é exilado para a cidade de New Bordeaux e começa a trabalhar para a Família Marcano, mas é traído por eles e então colabora com Lincoln Clay para derrubar os Marcanos durante os eventos de Mafia III.

Mafia II

Passado

Nascido na vila de San Martino na Sicília em maio de 1925 em uma família muito pobre, como filho de Antonio e Maria Scaletta e irmão mais novo de Francesca Scaletta, Vito teve uma infância desconfortável e difícil em meio aos abusos do regime fascista de Mussolini e a pobreza da família.

Quando Vito tinha sete anos, ele e a família foram até os Estados Unidos para a metrópole de Empire Bay pelo barco para tentar viver o infame "sonho americano", mas foram apenas bem-vindos com mais pobreza em uma cidade com uma língua desconhecida e pessoas gananciosas e oportunistas. Ele e sua família passaram a viver em um pequeno apartamento no bairro de Little Italy e em meio a suas peripécias, Vito encontrou Joe Barbaro, um valentão mal-educado também pobre.

Sustentados apenas por Antonio, que trabalhava nas docas para um salário baixíssimo e impostos abusivos, a família passou por grandes dificuldades. Quando Vito tinha passado dos dez anos, seu pai morreu afogado quando embriagado nas docas aonde ele trabalhava, e mais dificuldades foram encontradas pela família. Em meio a tudo isso, Vito tornou-se um delinquente junto com Joe, e iria receber doces de sua irmã mais velha por ir à igreja e respeitar a lei.

Vito era o cérebro e Joe era o músculo por trás de muitos crimes pequenos no bairro, e eles iriam assistir de longe os mafiosos ricos da área e sonhar da suposta vida boa que eles levavam.

Segunda Guerra Mundial

Em 1943, quando Vito tinha apenas 18 anos, ele e Joe tentaram um roubo ambicioso de uma joalheria no bairro. Infelizmente Vito acabou sendo parado por um policial e Joe foi forçado a deixá-lo. Ele recebeu duas opções: ir para a cadeia ou juntar-se temporariamente ao exército dos EUA.

Enviado de volta para a Sicília para combater as forças fascistas de Mussolini em meio a Segunda Guerra Mundial. Em 11 de julho de 1943, o avião do esquadrão de Vito é derrubado e apenas ele e mais dois soldados sobrevivem, e eles ajudam a resistência italiana a liberar a cidade de San Celeste, mas os fascistas ganham a vantagem. Entretanto, o chefe da Máfia local, Don Calò, chega na cidade em um tanque e simplesmente ordena os soldados fascistas a se renderem, o que eles obedecem por causa de respeito ao influente mafioso.

Testemunhando a intervenção de Don Calò na batalha, Vito reflete sobre o respeito e a influência que a máfia mantêm nesse mundo.

Retorno a Empire Bay

Durante o combate em San Celeste, Vito havia sido baleado e ferido, e é dado uma licença de um mês para permanecer em Empire Bay. Ao chegar na cidade pelo trem, Vito é imediatamente encontrado por Joe, que informa Vito sobre o que esteve acontecendo e sobre o que esteve fazendo. Os dois vão até o Bar do Freddy para tomar uns drinques e conversar, e quando Vito diz a Joe que ele terá que voltar à guerra em um mês, Joe faz uma ligação e diz que ele não vai precisar voltar mais.

Agradecido, Vito vai até a vizinhança onde morava, Little Italy, para reunir-se com sua mãe e irmã. Quando Vito diz à mãe dele sobre Joe, ela aconselha ele a parar de vê-lo e ir trabalhar para Derek Pappalardo nas docas. No dia seguinte, ao sair do apartamento, Vito vê um capanga atormentando Francesca, e após dar uma surra nele, Vito descobre que seu pai deixou uma dívida de $2000 para um agiota, e que eles precisam pagar até o fim da semana.

Vito vai ver Joe sobre o problema financeiro, indo até o apartamento dele, onde ele vê duas prostitutas saindo. Joe afirma que Vito pode morar no apartamento com ele pelo tempo necessário e que ele conhece alguns contatos que podem ajudar com o problema financeiro dele. Joe introduz Vito a Giuseppe Palminteri, o falsificador que forjou os papéis de dispensamento do Vito, que ensina Vito a arrombar fechaduras. Vito usa o conhecimento para roubar um Jefferson Provincial estacionado na rua.

Joe então introduz Vito a Tommy, um mecânico que vende uma nova placa para o carro roubado. Eles então vão até o ferro-velho de Mike Bruski, que dá dinheiro em troca de carros roubados. Bruski oferece $400 a Vito em troca de um Walter Coupe pertencente à gangue de rua Bombers, e Joe dá uma pistola 1911 Semi a Vito em caso de emergências.

Após recuperar o carro para Bruski, Vito e Joe voltam ao apartamento, onde Joe diz a Vito que se ele quiser dinheiro, vai ter que tomar riscos, pois trabalhos honestos para pessoas da classe deles pagam muito mal e abusam dos trabalhadores.

Conhecendo Derek

Por causa da insistência da mãe, Vito vai ver Derek Pappalardo, o líder sindical, nas docas. Derek diz que lembra do pai dele, falando que ele era um bom homem mas que bebia descontrolado. Ele então oferece o trabalho de empilhar caixas em um caminhão por $20, e Vito realiza o trabalho até ficar de saco cheio e ir embora, brincando que ele lucraria mais trabalhando para "Barbaro Incorporated".

Ao ouvir o nome de Joe, o assistente de Derek, Steve Coyne, leva Vito de volta a Derek, onde Derek questiona Vito sobre a relação dele com Joe, perguntando o porquê dele vir trabalhar nas docas. Vito admite que foi uma promessa à mãe, mas que ele precisa de trabalho sujo para ganhar dinheiro e pagar a dívida, e Joe confirma as palavras de Vito através do telefone.

Derek então oferece a Vito um trabalho de extorsão sindical, para convencer os trabalhadores a pagar a "taxa do cabeleireiro", dando uma lição em qualquer um que não cooperasse. Assim, ele ganha $100 fácil, e Derek diz a Vito que Joe ligou e mandou Vito se encontrar com ele no Freddy's.

Trabalhando para Clemente

Roubo dos Vales-Gasolina

No Freddy's, Joe introduz Vito a Henry Tomasino, um mafioso da Família Clemente, que tem um serviço grande disponível. Henry explica que vales-gasolina podem ser vendidos em postos de gasolina por um preço bom, e que roubar vários do escritório administrativo pode render uma grana boa, mas que Vito não deveria chamar atenção e ser furtivo.

Vito se encontra com Maria Agnello, uma informante de Henry, que explica a ele a localização da entrada, chaves e cofre. Vito se infiltra no prédio, desativa o alarme e furtivamente rouba as chaves e os vales-gasolina do cofre. Entretanto, ao retornar a Henry, o mafioso descobre que os selos tem validade para o dia seguinte, e que se Vito vender os selos aos postos da cidade, ele vai ser recompensado mais ainda.

Passando a noite vendendo os vales-gasolina, Vito recebe o dinheiro e retorna ao apartamento do Joe para descansar.

Assalto à Joalheria

No dia seguinte, Vito acorda e percebe que Joe deixou uma carta, dizendo para ele se encontrar com eles no Freddy's e para levar uma arma e algumas gazuas, pois ele conseguiu outro serviço grande. No bar, Henry explica que um empresário pediu dinheiro emprestado para Don Alberto Clemente e abriu uma joalheria, mas não está pagando à tempo. Se eles assaltarem a joalheria, seriam bem-pagos.

Vito e Joe vão até o West Side Mall disfarçados como operadores de telefone à noite, e discretamente roubam a joalheria. No entanto, Brian O'Neill e seus capangas aparecem fazendo barulho, com o mesmo objetivo que Vito e Joe. Quando um tiroteio está prestes a acontecer, a polícia chega e Vito e Joe conseguem escapar em meio ao caos, enquanto Brian é preso.

No dia seguinte, Vito conhece uma das garotas do Joe, e protege ela de um motorista furioso. Quando ela pergunta se ele quer uma "tortinha", Vito diz que Joe está esperando por ele.

Assassinato de Sydney Pen

Após esses serviços, Vito e Joe ganham o respeito de Henry, que os introduz a Luca Gurino, um capo na Família Clemente. Gurino diz que um empresário chamado Sydney Pen abriu uma destilaria lucrativa e se recusou a dar parte do lucro a Clemente, e que o último passo antes de serem aceitos na família é esse: eliminar um alvo. Gurino então é xingado por Don Clemente, que estava impaciente com Pen, e os dois então saem do bar.

Henry então explica que ele obteve um apartamento ao lado da destilaria, e que eles vão usar uma metralhadora MG-42 para emboscar o comboio de Pen e matar todos os capangas e o próprio alvo. Vito pergunta onde eles podem conseguir uma metralhadora como essa, e Henry e Joe indicam Harry Marsden, um ex-militar que vende todo tipo de arma de fogo e explosivo.

Após conseguir a metralhadora com Harry, Vito se encontra com Henry e Joe no apartamento, e eles passam duas horas esperando por Pen, jogando conversa fora. Quando o comboio de Pen chega, Vito abre fogo com a MG-42, matando a maioria dos capangas do lado de fora, mas Pen consegue entrar na destilaria. Os três então perseguem Pen até encurralá-lo no andar mais alto.

Quando Henry está prestes a executar o alvo, ele puxa um revólver e atira na perna de Henry, ferindo-o gravemente. Vito e Joe então fuzilam Pen, e carregam Henry para fora da destilaria incendiada, levando-o até El Greco, um médico da máfia. Antes de ser tratado, Henry paga $2000 a Vito, parabenizando-o pelo trabalho bem-feito.

Com o dinheiro obtido, Vito volta ao apartamento de sua família e dá o dinheiro a Francesca, que fica preocupado com como Vito conseguiu tanto dinheiro, mas Vito a assegura que está tudo certo.

Prisão

Um dia depois do assassinato de Pen, Vito é confrontado por alguns detetives, que o prendem por distribuição ilegal de vales-gasolina federais, informados por um dos atendentes de posto. Gurino consegue pagar um advogado para Vito, mas a única coisa que ele faz é garantir o silêncio de Vito, pouco se importando com a liberdade dele. Vito é sentenciado a 10 anos na Penitenciaria Federal Hartmann.

Na prisão, Vito recebe uma mensagem de Joe, aconselhando-o a encontrar e falar com Leo Galante, sem dar mais detalhes. Antes de encontrar Leo, Vito é confrontado por Brian O'Neill, que culpa Vito pelo seu detimento no assalto à joalheria. Uma briga ocorre entre os dois, observada por Leo, que vê potencial em Vito. Por causa da briga, Vito e O'Neill são postos na solitária.

Depois de alguns dias, Vito é visitado por Leo, que oferece a ele uma posição no clube da luta de prisão dele, em troca de proteção. Leo percebe o talento de Vito na luta mano-a-mano, e decide treinar ele no boxe. Vito descobre que Leo é o Consigliere da Família Vinci, por isso tem tanta influência na cadeia. No banho, Vito é atacado por três estupradores, mas consegue se proteger e espancar cada um deles. Ele também avança no clube da luta, derrotando o lutador dos Bombers e o lutador dos Tríades.

No meio disso, ele recebe uma visita de Francesca, que informa-o que ela está se casando e que a mãe deles está bastante doente. Alguns dias depois, Vito recebe a mensagem de que sua mãe faleceu, aumentando ainda mais seu sofrimento.

Após algum tempo, Vito finalmente confronta O'Neill em pessoa na academia da prisão, onde os dois brigam violentamente. Vito fica em vantagem, até que O'Neill revela uma lâmina e tenta esfaquear Vito com ela, mas Vito consegue desarmá-lo e cortar a garganta de O'Neill com a lâmina. Depois disso, Vito fica morando na cela luxuosa de Leo, aprendendo sobre a Máfia e seus valores.

Juntando-se à Família Falcone

Conhecendo Eddie

Devido à sua amizade com Leo, a pena de Vito foi reduzida de dez anos a seis, e ao ser liberado, ele volta a Empire Bay e vai ver Joe imediatamente. Joe conseguiu um apartamento para ele em Uptown, e dá a 1911 de volta. Após se acomodar, Vito é introduzido por Joe a Eddie Scarpa, o Subchefe da Família Falcone.

Vito, Joe e Eddie vão para o bordel Cathouse para uma noitada de diversão e garotas, onde Eddie convida Vito e Joe para trabalhar para ele e Falcone, e os dois aceitam. Ao saírem do bordel, Eddie revela que o cadáver de Frankie Potts está no porta-malas, e que eles precisam enterrá-lo.

Mesmo com relutância, Vito e Joe enterram o cadáver perto de um observatório velho e os três voltam cada um para seu apartamento.

Guerra com os Greasers

No dia seguinte, Vito acorda com Joe e Marty Santorelli, um vizinho mais novo de Joe, gritando à sua janela. Joe explica que Eddie deu a ele um caminhão cheio de cigarros roubados e encarregou-o de vender a mercadoria, e os dois então dirigem pela cidade vendendo cigarros. Durante a correria, Joe assegura Vito de que este dia será bem melhor que o anterior.

Algumas horas depois, quando estão vendendo cigarros em South Millville, Vito e Joe são confrontados por um grupo de Greasers liderados por Billy Barnes. Barnes diz a Joe que esse território é deles e exige dez caixas de cigarros, mas Joe recusa, o que faz Barnes mandar seus capangas destruírem o caminhão. Furioso, Joe executa Barnes com sua pistola e então, junto com Vito, persegue os outros Greasers, mas eles conseguem despistá-los.

Sem saber o que fazer, eles ligam para Eddie, que fica enraivecido com o acontecimento, dizendo para Vito e Joe se encontrarem com Steve Coyne, o braço-direito de Derek, no bar The Crazy Horse para lidarem com os Greasers e resolverem a questão do lucro perdido. Vito, Joe, Steve, Marty e alguns mafiosos então atiram e queimam o bar, e então vão até a forja, onde eles são forçados a matar todos os Greasers lá presentes.

Ao ver os hot rods exóticos dos Greasers, Vito percebe que eles podem compensar o dinheiro perdido de Eddie vendendo-os para Derek nas docas. Eles então pegam os carros, vendem para Derek e dão o dinheiro a Eddie, satisfazendo o subchefe esquentado no final.

Missão no matadouro

Após alguns serviços, Vito recebe uma ligação de Eddie, dizendo para ele ir ao Maltese Falcon com uma arma e um carro decente. Lá, Eddie introduz Vito a Don Carlo Falcone, que pergunta a ele como ele se sente em relação a Don Clemente e Luca Gurino. Vito responde dizendo que eles tentaram roubar $5000 dele e que foram responsáveis pela prisão dele, e Falcone fica satisfeito, falando que Clemente está se preparando para bater de frente contra ele.

Quando Falcone deixa o bar, Eddie explica que três dos homens dele, Harvey Epstein, Tony Balls e Frankie the Mick, desapareceram e que ele suspeita que Luca está por trás disso. Ele manda Vito seguir Luca e descobrir se ele está envolvido nisso, e caso sim, Vito deve resgatar os homens de Falcone e matar Gurino.

Vito segue Luca discretamente até o Matadouro Clemente, onde ele vê os três homens sendo levados para dentro. Ele consegue se infiltrar no matadouro pelos esgotos, mas suja seu terno por completo no processo, e vai até Luca discretamente. Observando Luca interrogar Epstein e Tony, Vito vê que Frankie foi morto e que eles estão interrogando Epstein por causa do esquema de tráfico de drogas do Falcone.

Ao ver Vito, Luca diz que ele vai se arrepender de ter saído da prisão mais cedo, e manda o brutamontes Sammy atrás de Vito. Vito é superado pelo homem, mas Tony chuta uma pistola para Vito, que atira em Sammy várias vezes. Vito e Tony então matam todos os capangas de Luca no matadouro, e Vito diz que Falcone mandou matar Luca na hora, mas Tony decide ter um pouco de "diversão" antes de finalmente acabar com o verme.

Vito então compra um terno novo na Vangel's e vai até o Maltese Falcon, onde Eddie conta a Vito e Joe que eles serão acolhidos na Família Falcone e "feitos". Vito reencontra Leo, que diz que embora esteja um pouco decepcionado que Vito ficou com Falcone e não com Vinci, sabe que será melhor para ele por causa de Joe. A cerimônia é completa e Vito e Joe tornam-se os dois Soldati mais recentes da Família Falcone. Com o dinheiro obtido ao longo do tempo, Vito compra uma casa nova em Greenfield e continua fazendo muitos serviços com Joe.

Assassinato de Clemente

Um mês depois, Vito se encontra com Joe, Eddie e Falcone no apartamento de Joe, onde eles discutem sobre a situação calorosa com Clemente. Falcone diz que ao sequestrar e torturar seus homens, Clemente acabou de colocar um alvo em sua testa, e que qualquer retaliação por parte deles será justificada depois dos eventos no matadouro. Falcone explica que Clemente convocou uma grande reunião no Empire Arms Hotel, e que eles usarão esta oportunidade para dar cabo de Clemente e de seus tenentes.

Depois que Falcone e Eddie saem, Joe explica o plano para Vito: eles irão se disfarçar como funcionários do hotel, e depois irão discretamente plantar uma bomba na sala de reunião de Clemente e detonar de uma distância segura. Vito fica inseguro com o plano, especialmente depois que ele descobre que Marty será o motorista de fuga, mas Joe assegura Vito de que tudo ocorrerá como o planejado.

No hotel, Vito e Joe disfarçam-se como funcionários de manutenção, e vão até o décimo-oitavo piso, que está ocupado por Clemente e seus homens. No caminho, eles vêem Henry novamente, mas não falam nada para não arruinar o disfarce. Eles discretamente plantam as bombas na sala de reunião e para manter as aparências, fazem algumas limpezas no piso. Eles então vão até a cobertura, e Joe dá uma pistola 1911 modificada com um carregador estendido, que eles usam para eliminar alguns capangas do Clemente na cobertura.

Vito e Joe então usam o elevador de limpeza para descer até o piso novamente, onde Joe conecta os cabos da bomba enquanto Vito limpa as janelas para manter aparências. Enquanto estão subindo, a bomba detona mais cedo do que o esperado, e eles descem para confirmar o sucesso da missão. Infelizmente, Clemente estava no banheiro na hora da detonação, e os dois perseguem-o até o estacionamento, atirando em qualquer um no caminho deles.

No estacionamento, Marty tenta dar apoio a Vito e Joe, mas acaba baleado fatalmente por Clemente e seus homens, que tentam fugir em uma limusine. Joe fica furioso com a morte do amigo, e eles freneticamente perseguem Clemente pelas ruas da cidade, até conseguirem danificar a limusine dele. Joe então desce para confirmar a morte do alvo, e furiosamente esvazia sua Thompson em Clemente.

De volta ao apartamento de Joe, ele expressa raiva e remorso pela morte de Marty, e Vito tenta consolar ele, mas Joe manda ele deixar ele sozinho. No meio da noite, Vito é acordado por uma ligação de Leon, o barman do Lone Star, um bar em Sand Island. Leon informa Vito que Joe está bêbado e com uma arma, e Vito vai imediatamente até lá.

Enquanto Vito tenta acalmá-lo, Joe acidentalmente dispara sua arma em Leon, matando-o. Vito fica furioso, mas de qualquer maneira deixa Joe em seu apartamento e despeja o cadáver de Leon no ferro-velho de Bruski.

Vida de crime

Ajudando Henry

Algumas semanas depois do assassinato de Clemente, Vito é visitado por Henry, que sobreviveu ao tiroteio no hotel e está em uma situação ruim, que o convida para um tomar uns drinques e conversar. No caminho até o bar, Henry explica que com a queda de Clemente, ele está sem trabalho, e pergunta se Vito pode arranjar uma vaga para ele na Família Falcone.

Vito introduz Henry a Eddie, que pergunta imediatamente a Henry se ele sabe de qualquer plano entre a Família Clemente e a Família Vinci contra a Família Falcone. Henry conta que ele ouviu Luca tentar convencer Leo do envolvimento de Falcone no tráfico de drogas, para fazer Don Frank Vinci ir atrás de Falcone. Eddie decide que eles precisam atingir Vinci antes que Vinci atinja eles, dizendo que eles precisam eliminar Leo. Eddie explica que agora que Henry está disponível, Vito não precisa sujar suas mãos com o sangue do mentor.

Fingindo que está de acordo com o plano, Vito vai imediatamente alertar Leo, que ainda está de pijama, sobre Henry. Henry chega bem na hora, mas Vito consegue, de uma maneira ou de outra, tirar Leo da mansão e deixá-lo em uma estação de trem, com destino a Lost Heaven. Leo agradece a Vito por sua lealdade, mas aconselha-o a não repetir o que fez neste dia, pois ele pode acabar mal na próxima vez que ele não seguir as ordens do Don.

Lidando com Eric

Após deixar Leo no trem, Vito retorna para casa e encontra sua irmã, Francesca, chorando na porta. Ao perguntar à ela o que aconteceu, Francesca explica que o marido dela, Eric Reilly, está passando muito tempo na bebedeira e vadiagem, e que ela não consegue mais aguentar isso. Após ser pressionada por Vito, ela admite que Eric já bateu nela algumas vezes, o que faz Vito ficar furioso e ir direto até a festa onde Eric está.

Na festa, Vito vê Eric bêbado com uma garota, e confronta ele sobre o que esteve fazendo, o que rapidamente causa uma luta entre os dois. Vito vence Eric e espanca-o até ele aprender a lição, deixando Eric humilhado na frente da festa. Ele então volta para casa.

Depois naquele dia, Francesca liga para Vito, dizendo que Eric se desculpou e prometeu ser mais fiel, mas também pedindo a Vito para deixar ele em paz. Vito fala que se Eric encostar nela novamente, ele vai matá-lo, o que faz Francesca mandar Vito ficar longe deles.

Batendo de frente com os irlandeses

Enquanto Vito está dormindo, ele é surpreendido por um grupo de bandidos irlandeses da Gangue O'Neill, que estão buscando vingança pela morte do chefe deles na prisão. Os irlandeses incendeiam a casa de Vito com Molotovs e então caçam ele, mas Vito consegue fugir com seu carro na garagem e ir para o apartamento de Joe, ainda de pijama

Vito explica a situação para Joe, que dá algumas roupas velhas estranhas para Vito e uma arma, e diz que os irlandeses agora são liderados por Mickey Desmond, o primo de Brian. Eles decidem retaliar contra o ataque dos irlandeses, e vão até o Hill of Tara, o bar favorito da gangue, e matam todos, incluindo Desmond.

Com sua casa destruída, Vito é forçado a ficar no apartamento antigo de Marty, que foi dado a Joe depois da mãe de Marty recusar-se a ficar com ele. Vito fica frustrado pois perdeu muito do que trabalhou duro para conseguir, mas Joe assegura que ele pode recuperar tudo novamente se continuar fazendo serviços.

O Grande Negócio

O plano e o dinheiro

Um mês depois, Vito conseguiu recuperar parte do que perdeu, mas ainda está morando no apartamento acabado de Marty. Ele recebe uma ligação de Henry, que diz que está planejando algo muito lucrativo, e pergunta se Vito quer participar. Precisando de dinheiro, Vito aceita na hora, e vai se encontrar com Henry e Joe no Parque Lincoln.

No parque, Henry explica que o real motivo por trás do conflito entre Falcone, Clemente e Vinci são as drogas. Clemente e Falcone queriam participar do tráfico de drogas, e por isso estavam em guerra, mas Vinci queria acabar com o tráfico de drogas de uma vez por todas, e por isso os dois estão no precipício da guerra. Henry então diz que se Falcone pode vender drogas, eles também podem, e explica que um quilo de heroína custa $3500 se eles comprarem da Tríade chinesa, e que eles podem lucrar $7000 por quilo se venderam para os Bombers, Greasers e outras gangues e pessoas.

Henry também diz que para conseguir o dinheiro necessário para comprar o produto, eles precisam pegar dinheiro emprestado do agiota Bruno Levine, e pagar de volta parte do lucro final, a quantia absurda de $75,000. Mesmo com a relutância de Vito em entrar no tráfico de drogas, ele eventualmente concorda, pois o dinheiro é bom.

Os três pegam o dinheiro emprestado de Bruno, que quer $20,000 até a próxima semana em troca, e que a dívida vai aumentar $10,000 a cada semana que passar. Henry concorda, e Bruno lembra eles de que se eles não pagarem, ele vai tomar medidas drástica.

Comprando e vendendo as drogas

Após pegar o dinheiro com Bruno, os três vão até a Sea Gift Fishing Co. em Chinatown, onde eles se encontram com o tenente da Tríade, Zhe Yun Wong, e compram a heroína com êxito. No entanto, ao saírem do armazém, eles são abordados por um grupo de policiais, que mandam eles entregarem o produto, mas Henry percebe que eles não são policiais de verdade, e um tiroteio começa.

Eles acabam com os policiais falsos, mas vários gangsteres chegam para tentar tomar a heroína deles, mas os três conseguem se defender e fugir da área do tiroteio antes que fosse tarde demais. Eles então vão até a vizinhança de Hunters Point para vender parte da heroína para um chefe Bomber lá, e passam o dia vendendo o resto do produto pela cidade, até lucrar $75,000 e festejar no apartamento do Joe.

A morte de Henry

Dois dias depois do dia do negócio, Vito e Joe estão com duas prostitutas no apartamento quando Henry liga e diz para eles se encontrarem com urgência no parque Lincoln. Eles dispensam as prostitutas e vão até o parque, mas ao chegar lá, vêem Henry sendo atacado com cutelos e facas por membros da Tríade. Eles matam os assassinos, mas Henry não resiste e acaba morto.

Sem saber o que está acontecendo e o porquê do ataque, eles percebem que o dinheiro sumiu e que Wong, o tenente da Tríade que vendeu a heroína para eles, estava ali perto. Vito e Joe seguem Wong discretamente até o restaurante Red Dragon em Chinatown]], e decidem confrontar Wong e saber o que está acontecendo.

Ao entrar no restaurante, Joe furiosamente executa os dois guardas do portão, e mesmo com Vito ficando frustrado com essa atitude, os dois atiram em qualquer um até encontrarem Wong no porão do restaurante. Eles interrogam Wong, que revela que Henry era um informante federal, e nega ter qualquer envolvimento com os policiais disfarçados que os confrontaram no armazém.

Vito questiona Wong sobre o dinheiro, mas o chinês se recusa a falar sobre isso, fazendo Joe executá-lo com um tiro na cabeça, dizendo que era melhor apagar ele do que deixá-lo vivo e avisar todo mundo do envolvimento deles nisso tudo. Eles então fogem do restaurante e voltam ao apartamento de Joe, onde falam sobre a situação problemática que se encontram e a possível guerra que ocorrerá devido aos atos deles no restaurante. Eles decidem focar em conseguir o dinheiro de Bruno: $55,000.

Conseguindo o dinheiro de Bruno

Eddie oferece um trabalho de assassinato para eles, com uma recompensa bem alta, mas com algumas especificações. O alvo é um ex-membro da Família Salieri de Lost Heaven que tornou-se um informante federal, e Vito e Joe aceitam na hora. Chegando lá, Vito diz ao alvo que "o senhor Salieri manda lembranças" e Joe executa-o com uma escopeta. Eles então fogem de alguns policiais e agentes federais.

Vito decide ver Derek em busca de trabalho, que o oferece $1000 em troca da ajuda dele em acabar com uma greve dos trabalhadores. Durante o confronto entre os mafiosos e os trabalhadores, um empregado mais velho que conhecia o pai de Vito reconhece-o devido à similaridade das aparências deles, e então pergunta a Vito por que ele está trabalhando para os homens que mataram seu pai.

Chocado, Vito pergunta a Steve se isso é verdade, recebendo uma resposta afirmativa, e mesmo Derek tendo lembrado Vito de que ele deve esquecer de sua família de sangue e ser leal à sua família verdadeira, a máfia, Vito decide vingar a morte de seu pai e de tantos outros trabalhadores. Primeiro, ele mata Steve no porto, e então confronta e executa Derek no escritório do mesmo. Lá, ele encontra uma bela quantia de dinheiro, que pode ajudar na dívida de Bruno.

Vito então faz alguns roubos pequenos à lojas ou a carros para conseguir o dinheiro que falta, e consegue ganhar sua metade dos $55,000.

Resgatando Joe e pagando Bruno

Após isso, Vito vai procurar Joe para saber do progresso dele, mas não consegue achá-lo em canto nenhum. Ele pergunta a Eddie sobre o paradeiro dele, mas Eddie também não sabe, pois está ocupado demais com a guerra nas ruas que está prestes a estourar. Vito assegura Eddie de que ele e Joe não tiveram nenhuma relação com os eventos em Chinatown.

Vito então pergunta a Giuseppe sobre Joe, que o direciona ao bar A Mona Lisa, pertencente a Vinci. Lá, os capangas de Vinci dizem que o Don levou Joe para "conversar" sobre os acontecimentos recentes, e então incapacitam e levam Vito ao mesmo lugar de Joe, para serem interrogados. Na construção, Vinci diz que ele está velho demais para entender toda a confusão que esteve acontecendo recentemente, e quer que os dois expliquem para ele, mas eles negam qualquer conhecimento sobre isso.

Após Vinci deixar a construção, Vito e Joe conseguem escapar de onde estavam presos, eventualmente causando um grande tiroteio no pátio da construção. Depois da fuga, Vito leva Joe ao médico El Greco, que está bastante ocupado devido ao banho de sangue nas ruas. Antes de ser tratado por El Greco, Joe dá a Vito a outra metade dos $55,000 que ele mesmo conseguiu.

Com o dinheiro na mão, Vito vai até o escritório do Bruno para pagar a dívida, e Bruno expressa seu descontentamento com o que está acontecendo na cidade, questionando Vito se ele e o negócio de Henry estão relacionados a isso, mas Vito diz que não é da conta de Bruno. Bruno então revela que ele foi o agiota que emprestou dinheiro ao pai de Vito, e brinca dizendo que "o filho sabe pagar suas dívidas, o pai não".

Indo atrás de Falcone

Atormentado pelos acontecimentos recentes, Vito reflete sobre a vida que escolheu levar, concluindo que toda a grana, garotas, bebidas, carros, casas, armas e festas não compensaram toda a paranoia, desconfiança, prisão e a morte de seus amigos e afastamento de sua família.

No dia após pagar Bruno, Vito recebe uma ligação de Eddie, pedindo a ele ir ao Observatório Zavesky para uma reunião da Família. Enquanto está saindo do apartamento, Vito é abordado por uma limusine, e ao entrar nela, ele se surpreende ao ver Leo e o líder da Tríade, Sr. Chu. Leo está furioso com as ações de Vito e de seus amigos, e que um grande número de pessoas morreram por causa disso. Quando Vito tenta se fingir de idiota, Leo ignora ele, afirmando que ele "já esqueceu mais sobre esse negócio do que Vito jamais aprenderá".

Leo então diz a Vito que ele estaria morto senão fosse por ele, pois ele se lembra do que Vito fez por ele algumas semanas antes, e dá a ele uma última chance de sair dessa com vida: matar Falcone e então deixar a cidade. Sem nenhuma outra opção, Vito concorda e vai até o observatório, onde ele traça um caminho sangrento até encontrar Falcone no planetário.

Falcone zomba de Vito, falando que ele sempre foi um fantoche, usado pelo exército, por Clemente, por ele mesmo e por Henry, e que agora está sendo usado por Leo e a Comissão. Vito é então surpreendido por Joe, que aponta um revólver para a cabeça dele, e Falcone diz que Joe entende deste negócio, diferente de Vito. Entretanto, no último minuto, Joe muda de ideia e, junto com Vito, atira contra Falcone e os outros capangas no planetário.

Vendo Falcone mortalmente ferido, Vito se aproxima de seu antigo chefe e admite que tudo que ele fez nessa última década foi matar; matou pelo país, matou pela família, matou pela máfia e matou qualquer um que ficasse no seu caminho, mas que agora ele iria matar Carlo pela própria sobrevivência, dando um tiro na cabeça de seu alvo.

Deixando Empire Bay

Com Falcone morto, Vito e Joe deixam o Observatório e vêem Leo e os homens de Vinci na saída. Leo parabeniza os dois pelo trabalho, e então diz que está na hora de celebrar, mas manda Vito entrar no carro dele para conversar sobre algo a mais. No caminho, o carro transportando faz uma curva e Vito desesperadamente pergunta para onde o estão levando, e Leo responde friamente que Joe não fazia parte do acordo. Vito fica chocado, mas é forçado a aceitar isso como consequência de suas ações.

Após os eventos em Empire Bay, Vito é exilado para New Bordeaux, onde ele é posto para trabalhar para a Família Marcano, administrando os esquemas no distrito de River Row.

Mafia III

Trabalhando para Marcano

Roubo da Reserva Federal

Perdendo seus esquemas

Juntando-se a Lincoln

Destino

Família

Aparições em Missões

Mafia

Mafia II

Como o protagonista, Vito aparece em todas as missões.

Mafia III

Assassinatos

Predefinição:Falcone

Predefinição:Marcano