FANDOM


Henry Tomasino
Henry Tomasino
Informações
Nome completo Henry Tomasino
Sexo Masculino
Nascimento 17 de julho de 1911
Morte 24 de setembro de 1951
Facções anteriores Clemente
Facção atual Falcone
Ocupação Investidor, empreendedor
Cargo Soldato
Aparições Mafia II
Ator/Dublador Sonny Marinelli
"Esse é um serviço de alto risco. Se você não curte, você pode sempre quebrar suas costas trabalhando por amendoins nas docas."
— Henry Tomasino

Henry Tomasino é um personagem central em Mafia II. Ele é um membro e soldato da Família Clemente e depois da Família Falcone, e um dos mais próximos aliados de Vito Scaletta e Joe Barbaro.

DescriçãoEditar

Um membro completo e "homem feito" na Família Clemente, Henry é um impiedoso e cruel assassino e músculo da família, mas é diferente dos demais mafiosos da cidade, sendo refinado, calmo, esperto e educado, mas não hesita em matar seus inimigos a sangue frio. Henry é reservado e tem poucos amigos, mas tem grande conhecimento sobre o submundo criminoso da cidade e sabe tirar proveito de situações perigosas. Sua motivação única é orgulho.

HistóriaEditar

PassadoEditar

Henry nasceu em 1911 na Sicília e foi um dos sete filhos de Silvio Tomasino, mafioso local Siciliano. Ele foi enviado a América em 1931 para fugir do ataque de Mussolini nas máfias sicilianas e italianas e devido ao medo de seu pai de seu filho ser forçado a se juntar aos exércitos fascistas ou ser preso.

Chegando em Empire Bay, grande e importante cidade dos Estados Unidos, Henry foi acolhido pelo Don Alberto Clemente, amigo de seu pai e Don da Família Clemente, uma das três organizações mafiosas mais importantes da cidade. Treinando até tornar-se um membro completo da máfia Clemente, Henry é considerado um assassino habilidoso e membro respeitado da família.

Além disso, não há muita coisa conhecida sobre o passado e origens de Henry.

Colaborando com Vito e JoeEditar

Roubo dos Vales-GasolinaEditar

Em meio as suas ligações ao crime, Henry conheceu o mafioso novo Joe Barbaro, e rapidamente se aliou a ele e colaborou com ele em vários trabalhos para a máfia. Joe introduziu seu melhor amigo Vito Scaletta a Henry em fevereiro de 1945, e diz que Vito está interessado no trabalho com a máfia.

Ele então envia Vito para roubar vales-gasolina, muito valiosos na época pois o gás era racionado na época, na Agência de Administração de Preços, um edifício do governo federal do país. Após roubar os vales, Henry descobre que eles estão prestes a expirar, e então urgentemente diz a Vito para vender os vales nos postos da cidade e que ele pode ficar com o dinheiro que conseguir, devido as complicações. Vito consegue fazer a tarefa.

Assalto a JoalheriaEditar

No dia seguinte, Henry convoca Vito e Joe para o bar do Freddy, para mais um trabalho. Ele explica que o dono de uma joalheria de sucesso no West Side Mall conseguiu fundar a joalheria com dinheiro emprestado do Don Clemente, e depois ignorou os avisos deles de pagar de volta, e então diz que para mandar uma mensagem, eles devem assaltar a joalheria e roubar todas as joias.

O assalto não vai muito bem, entretanto, pois Brian O'Neill e a gangue dele haviam decidido assaltar a joalheria na mesma noite, e começam um tiroteio com Vito e Joe devido a antigas rivalidades de O'Neill com Joe. No fim, Joe e Vito fogem com as joias e O'Neill e seus capangas acabam presos.

Assassinato de Sydney PenEditar

Algum tempo depois, Henry recebe um contrato de Luca Gurino, o Caporegime da família Clemente, para assassinar Sydney "O Gordão" Pen, um antigo associado de Clemente que havia evidências contra ele em caso dele ir contra ele. Ele então pede ajuda a Vito e Joe, dizendo que parte do dinheiro do trabalho vai ir para eles.

Eles então emboscam o comboio de Pen com uma MG-42, e o gordão tenta fugir para a destilaria dele, e é cercado pelo trio. Henry então coloca sua pistola na boca de Pen, mas o gordão pega um revólver e atira na perna de Henry, e é então metralhado por Vito e Joe.

Vito e Joe então trazem Henry para El Greco, um médico ilegal do submundo, e Henry dá dois mil dólares a Vito, cumprindo sua promessa. Menos de uma semana depois, Vito é preso por roubar vales-gasolina e é sentenciado para dez anos na prisão. Após isso, Joe fico com muita raiva de Clemente pois o Don provavelmente delatou Vito para amarrar pontas soltas, e Luca Gurino fica irritado com Joe e manda um grupo de assassinos para matar e calar a boca dele.

Henry avisa Joe dos assassinos de Gurino, e Joe felizmente sobrevive e foge de Empire Bay por um tempo.

Juntando-se a família FalconeEditar

Assassinato do Don ClementeEditar

Pelos seis anos da sentença de prisão de Vito, Henry não vê nem Vito nem Joe, que havia esquecido e cortado seus laços com Clemente após a prisão de Vito, e começa a trabalhar para os Falcone. Vito é libertado mais cedo graças a sua nova amizade com Leo Galante, o Consiglieri da Família Vinci, a mais poderosa máfia de Empire Bay.

Vito então se associa com os Falcone e junto com Joe, organiza um plano para assassinar Clemente e acabar com a traiçoeira máfia de uma vez com todas. Clemente, que estava no Empire Arms Hotel, é assassinado pela dupla, e Henry presenciou tudo, e por pura raiva de seu chefe, ignorou os dois quando havia reconhecido o disfarce deles.

Sem nenhum trabalho devido a morte de Clemente e o fim da família, Henry recorreu a sua única chance de ganhar trabalho com a máfia de novo, juntar-se aos Falcone através de Vito.

Falando com VitoEditar

Henry então vai para a nova casa de Vito, a Villa Scaletta, para tentar falar com ele e juntar-se aos Falcone, já que Vito e Joe agora eram membros completos da família. Ele encontra Vito na casa, e surpreende Vito ao revelar que ele ainda estava vivo após a morte de Clemente.

No caminho para o Maltese Falcon, o restaurante e base-de-operações do Subchefe da família Falcone, Eddie Scarpa, Vito e Henry conversam sobre o que aconteceu depois da morte de Clemente, e Henry diz que ele está muito acostumado a esse tipo de vida e mesmo que não seja muito legal e bom na consciência, segundo ele mesmo, "ainda é melhor que ser a porra de um motorista de táxi e ganhar migalhas por ano."

Eddie aceita Henry graças a sugestão e opinião de Vito, e então envia ele para assassinar Leo Galante, consiglieri dos Vinci. Como Leo era um amigo de Vito, Vito impede Henry de assassinar Leo, e Henry e Leo então fazem um acordo: Leo foge da cidade e Henry fingi ter matado ele.

Após isso, Henry é completamente aceito na família Falcone e continua a trabalhar junto com Vito e Joe.

O Grande NegócioEditar

Pegando o DinheiroEditar

Henry então organiza uma grande jogada de dinheiro envolvendo o mercado e tráfico de heroína, controlado quase completamente pelo Don dos Falcone, Carlo Falcone. Ele faz a proposta para Vito e Joe: Pegar dinheiro emprestado do agiota Bruno Levine, comprar vários quilos de heroína dos Tríades de Empire Bay e então vender ela para os Bombers, Greasers e outras gangues de rua por um preço bem maior e conseguir cerca de 75,000 dólares no fim.

Hesitante no começo, Vito diz a Henry e Joe que é muito perigoso, mas é convencido pelos dois eventualmente. Eles vão ao escritório de Bruno Levine para pegar os 35,000 dólares que precisam e após algumas ameaças de Bruno e um clima extremamente tenso no escritório, conseguem pegar o dinheiro emprestado, e mesmo que Bruno tenha cobrado 20 mil dólares extras no final por causa dos riscos, eles aceitam.

O trio então parte para Chinatown para realizar a troca com os tríades.

O AcordoEditar

Eles então chegam em Chinatown e vão até uma das bases de gangue dos Tríades, e se encontram com Zhe Yun Wong, influente membro dos Tríades, para realizar a troca. Eles compram vários quilos de heroína, cada um por 3,500. O acordo acaba bem, e Wong se despede deles.

Quando estão saindo da base, um grupo de criminosos meia-boca chegam disfarçados como policiais, tentando confiscar as drogas para si mesmos. Henry nota pelos sapatos, atitude e armas deles que eles não são policiais, e um tiroteio violento começa. Eles conseguem eliminar os criminosos e fugir da área.

Após isso, eles vão para os distritos controlados pelos Bombers e Greasers para vender a heroína, 7,000 dólares cada quilo. Após passarem a tarde toda vendendo as drogas ao longo da cidade, eles finalmente celebram o sucesso do acordo com uma noite bêbada com prostitutas, uísque e coisas caras.

Informante FederalEditar

Em algum ponto desses acontecimentos, Henry tornou-se um informante do FBI de Narcóticos, e ainda é desconhecido se ele tornou-se um informante desde o início ou apenas após ele prever que o acordo iria acabar mal, mas ele conseguiu dar informações criminais suficientes para os federais a ponto de causar desordem no submundo da cidade.

Mas tornar-se um informante e trair o submundo criminoso sempre tem graves consequências, e Henry iria logo logo descobrir isso.

MorteEditar

Wong eventualmente descobriu os planos e a traição de Henry, e para tentar diminuir o dano, decidiu fazer "justiça criminosa" com as próprias mãos.

Henry, prevendo que a situação iria acabar mal, convocou Vito e Joe para o Lincoln Park para discutir o futuro, mas ele não sabia que Wong havia descoberto sua traição e que um grupo de capangas chineses estavam seguindo ele.

Quando Vito e Joe chegaram no parque, Henry estava sendo brutalmente espancado por um grupo de capangas de Wong, armados com cutelos e facas de cozinha. Henry morreu desesperadamente e com dores incontroláveis, servindo como o exemplo daquilo que acontece com ratos como Henry, que traíram suas famílias e máfias por desespero e dinheiro.

Todos os feitos de Henry iriam eventualmente causar uma sangrenta guerra entre os Vinci, os Falcone e os Tríades que acabou com Wong morto, Vito exilado para New Bordeaux, Joe sequestrado e possivelmente morto, Falcone morto e os Vinci como a máfia soberana da cidade.

Aparições em MissõesEditar

Joe's AdventuresEditar

FamíliaEditar

  • Silvio Tomasino
  • Eleonore Castrogiovanni (mãe)
  • Bettina Canavosio (esposa, falecida)
  • Basilio Tomasino (irmão)
  • Fausto Tomasino (irmão)
  • Manfredo Tomasino (irmão)
  • Osvaldo Tomasino (irmão)
  • Pietro Tomasino (irmão)
  • Salvatore Tomasino (irmão)

CuriosidadesEditar

  • De acordo com os arquivos de Frankie Potts, ele tem vários endereços, mas vive principalmente no Empire Arms Hotel.
  • Ele vai para a igreja todo domingo, sugerindo que ele um católico completo.
  • É possível que ele seja um parente distante de Frank Vinci, já que o sobrenome de solteira da mãe de Vinci é Tomasino.
  • O décimo-terceiro contrato de assassinato dele foi aquele de assassinar Sydney Pen, e ele acredita que 13 é um número de azar e a razão por ele ter sido machucado no meio. Por coincidência, ele morre no capítulo 13.

Predefinição:Clemente Predefinição:Falcone