FANDOM


Carlo Falcone
Carlo Falcone
Informações
Sexo Masculino
Nascimento 1905
Morte 26 de setembro de 1951
Facções anteriores Moretti
Facção atual Falcone
Ocupação Empresário, acionista, investidor
Cargo Don
Aparições Mafia II
Ator/Dublador André Sogliuzzo
"Lealdade é algo engraçado, não é Vito? Não existe amizade nessa vida, o seu amiguinho Leo não te ensinou isso quando você estava chupando a rola dele na prisão? Haha, você é apenas a porra de um fantoche, Vito, isso é tudo que você já foi. Quando é que você vai notar? Eu tô pouco me fodendo pros Federais e pra aqueles putos velhos da Comissão. Eles estão te usando, Vito. Assim como Clemente te usou. Assim como EU te usei. Assim como aquele maldito cagueta Henry te usou. Você apoiou aquele féladaputa, trouxe ele até a MINHA casa, e agora sua porra burra, você vai pagar por isso."
— Carlo Falcone durante o confronto com Vito Scaletta.

Carlo Falcone é um personagem e o antagonista principal da segunda metade de Mafia II, mesmo sendo um aliado pela maior parte do jogo. Ele é o Don da Família Falcone de Empire Bay.

DescriçãoEditar

Carlo é um cruel modernizador e estrategista apto que acredita que a Máfia Americana precisa largar suas tradições e origens Sicilianas. Ele reconhece que a máfia enriqueceu e é o que é por causa da Proibição, e que eles precisam de um sistema de lucro parecido para continuar em paz.

HistóriaEditar

PassadoEditar

Nascido na Sicília em 1905, Carlo chegou em Empire Bay nos Estados Unidos em 1913, com apenas 8 anos de idade. Poucos anos depois, Carlo se envolveu com a Família Moretti e conheceu Eddie Scarpa, e os dois trabalharam em conjunto em vários trabalhos pequenos para Don Tomaso Moretti, que estava impressionado com a inteligência de Carlo. Quando Carlo ainda era jovem, nos seus 20 e poucos, ele organizou com sucesso, junto com Eddie, um esquema bem-sucedido de contrabando de bebidas, durante a Proibição.

Ele tornou-se um Caporegime na família devido ao imenso lucro que trouxe aos Moretti com as operações de contrabando, mas tinha ambições ainda maiores. Quando uma guerra de gangues entre a Família Vinci e a família Vinci irrompeu, Carlo e Eddie conspiraram com Don Frank Vinci para assassinar Moretti e tomar controle da família. Em 1933, quando Carlo tinha 28 anos e Eddie 25, Moretti estava morto e eles estavam no comando. Fundando dos restos da família Moretti a Família Falcone, Carlo fez a família Falcone ser bem-sucedida e tornar-se uma das três organizações criminosas mais poderosas da cidade, junto com a família Vinci e a Família Clemente.

O dono de vários negócios ao longo de Empire Bay, Carlo é o dono do Maltese Falcon, um restaurante e bar sofisticado no Centro da cidade. Ele também financiou grande parte da construção do Observatório Zavesky, pois tinha uma paixão por astronomia, e era bem privilegiado no observatório.

Tentativa de AssassinatoEditar

Em 1950, um dos capos de Carlo, Rocco, conspirou contra ele e enquanto Carlo, Eddie, o associado deles Joe Barbaro e vários outros membros da família estavam no Jardim do Éden, um bordel popular entre os gangsters da cidade, Rocco e algumas dúzias de traidores abriram fogo contra Carlo e os outros. Carlo foi baleado no ombro por Rocco, mas sobreviveu e Joe e Eddie conseguiram matar Rocco e seus homens.

Após isso Carlo estava começando a entrar no negócio e tráfico de drogas da cidade, mesmo que fosse proibido pela máfia. Discretamente distribuindo heroína e cocaína pela cidade, Carlo fez uma quantidade grande de dinheiro com isso, mas isso causou disputa com a família Clemente, que também estava entrando no tráfico de drogas.

Guerra com ClementeEditar

Em 1951, o contador de Carlo, Harvey Epstein, e os seus dois guardas, Tony Balls e Frankie the Mick, sumiram em circunstâncias suspeitas. Suspeitando que Clemente estava por trás do sumiço de Epstein e de seus guardas-costas, Carlo enviou Vito Scaletta, um velho amigo de Joe, para seguir Luca Gurino, um Caporegime na família Clemente. Vito descobre que Luca estava torturando e interrogando Epstein, Tony e Frankie no Matadouro Clemente, e após libertar os homens Falcone, ele deixa Tony "se divertir" com Luca e saí do matadouro para informar Eddie e Carlo.

Naquele dia, impressionado pela habilidade que Joe mostrou em impedir Rocco e em outros trabalhos, e a habilidade que Vito mostrou em ir descobrir o sumiço de seus homens e acabar com Luca, Carlo convocou as figuras mafiosas da cidade e iniciou Vito e Joe como dois soldati, e eles se tornaram "homens feitos". Na cerimonia, Frank Vinci disse para Vito e Joe ficarem longe do tráfico de drogas, sem saber que ambos Carlo e Clemente, que estavam presentes, faziam parte do negócio de drogas.

Pouco tempo depois, o inevitável conflito de gangues entre Falcone e Clemente eclodiu, e Carlo fechou o Falcon para impedir Clemente de o destruir. Querendo se livrar da competição no tráfico de drogas, Carlo enviou Vito, Joe e o associado deles Marty Santorelli para assassinar Clemente no Empire Arms Hotel. Marty acabou morto no processo, mas Clemente foi morto do mesmo jeito.

Com a competição fora do caminho, Carlo dominou o tráfico de drogas na cidade. Entretanto, ainda havia um obstáculo pela frente: a família Vinci e o seu Don.

Tráfico de Drogas e ProblemasEditar

Carlo não tinha priorizado acabar com a família Vinci, e queria fazer isso aos poucos. Quando Vito recomendou um antigo membro da família Clemente, Henry Tomasino, para Eddie, Carlo aprovou a decisão e fez Eddie ordenar Henry matar Leo Galante, o Consigliere da família Vinci e o cérebro por trás do sucesso dos Vinci.

Henry não matou Leo entretanto, pois Vito tinha o salvado e Leo persuadiu Henry a deixar ele sair da cidade e fingir sua morte. Ninguém além de Leo, Vito e Henry soube disso, e Henry foi aceito na família.

Nas próximas semanas, Henry convenceu Vito e Joe a ajudarem ele em um acordo de heroína com os Tríades em Chinatown. Enquanto o acordo foi um sucesso, Carlo descobriu da existência dele e demandou uma fatia do lucro do acordo. Nem Carlo, nem Vito e nem Joe sabiam, entretanto, que Henry era um informante do FBI, e que estava passando informações sobre as gangues e o tráfico de drogas da cidade desde o início.

Zhe Yun Wong, um tenente dos Tríades, descobriu das lealdades verdadeiras de Henry e o matou. Não sabendo das alianças de Henry, Vito e Joe mataram Wong e duas dezenas de membros dos Tríades. Isso causou confusão e discórdia no submundo criminoso da cidade, e eventualmente os Tríades e os Vinci decidiram se aliar para eliminar os Falcone e acabar com o tráfico de drogas da máfia, pois o FBI já tinha tanta informação sobre o negócio das drogas que podiam arruinar tudo.

Arrogantemente pensando estar acima da lei e ser intocável e poderoso demais para ser morto ou preso, Carlo agora queria acabar com Vito por ter recomendado Henry, sem ligar para o fato de Vito não ter saibo das lealdades de Henry.

MorteEditar

Em 26 de setembro de 1951, Carlo convocou Vito para o Observatório Zavesky para eliminar ele. Entretanto, Vito fez um acordo com Leo, os Vinci e os Tríades: Se ele matasse Carlo e posse um fim a investigação e a guerra consequentemente, ele sairia com vida da situação.

Cercando-se com guardas e homens, Carlo ofereceu a Joe a posição de capo na família, com uma condição: que ele ajude ele a matar Vito. Confrontado por Vito no planetário do Observatório, Carlo explicou a Vito que amizade é algo inexistente na vida que eles levam, e que Vito não foi nada mas uma ferramenta usada por inúmeras pessoas, entre elas ele mesmo.

Per Aspera Ad Astra 7

Últimos momentos de Carlo

Ordenando a Joe que disparasse em Vito, Joe mudou de ideia e ao mesmo tempo que Vito, disparou contra Falcone. Após acabar com os capangas do Don, Vito se aproximou de Carlo e disse que nos últimos 10 anos tudo que ele fez foi matar. Vito disse "matei pelo meu país", e baleou o joelho de Carlo, e disse "matei pela minha família", e baleou as costas de Carlo, e então disse "matei qualquer um que ficasse no meu caminho", e baleou o ombro de Carlo. Vito então disse que desta vez, ele iria matar por si mesmo, e Carlo disse "vai se foder", antes de receber uma bala bem no cérebro.

FamíliaEditar

  • Lauretta Ghiraldini (esposa)
  • Lily Falcone (mãe)
  • Tomas Falcone (pai)
  • Xaviero Falcone (irmão)
  • Anna Falcone (irmã)

Aparições em MissõesEditar

Joe's AdventuresEditar

CuriosidadesEditar

  • A aparência de Carlo parece ser baseada em Robert De Niro, um ator famoso em filmes da máfia, com papéis como Jimmy Conway, Al Capone e Sam "Ace" Rothstein.
  • Ele usa uma Thompson 1928 no confronto final.
  • Ele é o Don mais novo do jogo, e também o que mais aparece.

GaleriaEditar